quarta-feira, 28 de outubro de 2009

superar (yn)

"Eu só queria um café"

Eu tinha duas opções. Ou mergulhava fundo na tristeza, no sentimento de solidão. Ou então superava tudo. Escolhi superar tudo. Mas quem diria que eu superaria? Quem sabe o tempo dirá.

Poucas palavras expressando o meu viver, bem aqui dentro de mim.

sábado, 24 de outubro de 2009

e agora ?

"...sabe que o meu gostar por você chegou a ser amor pois se eu me comovia vendo você pois se eu acordava no meio da noite só pra ver você dormindo meu Deus como você me doía de vez em quando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes pra abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você sem dizer nada só olhando e pensando meu Deus como você me dói de vez em quando"

Agora é estranho acreditar em você, complicado saber o que vem lá do coração, e o que já não vem mais. Quem vai me garantir que é verdade quando você fala que, independe do que nos aconteça você vai estar aqui comigo? Quem garante, ein ?! E se você cansar? E se você se irritar comigo? E se simplesmente você não se importar mais comigo? O que poderei fazer se tudo isso acontecer? E se eu chorar, ficar muito triste, e não poder mais ligar para você pelo simples fato de que você não vai mais ter nada a ver com isso? O que eu vou fazer quando eu me sentir assim, tão vazia, tão sem conteúdo?Perguntas que estão martelando em minha cabeça, e que nada e nem ninguém vão me trazer respostas. Eu que há alguns dias atrás tinha me esquecido do tempo, voltei me lembrar dele, como um remédio para mim, e em pensar que antes ‘tempo’ significava que tínhamos que correr.Agora é isso, agora é nada, é somente eu desse lado, escrevendo para você nem ler, e nem ouvir, e nem nada.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

eis me aqui

"A gente se apertou um contra o outro. A gente queria ficar apertado assim porque nos completávamos desse jeito, o corpo de um sendo a metade perdida do corpo do outro."

... E não há um vício, e nem uma cachaça que tire os meus pensamentos de você, e nem os dias pode fazer isso por mim. Então, já não insisto, me rendo, me entrego. Eis me aqui, de joelhos, pedindo, implorando. Conte-me como foram os seus dias e te digo como foram os meus. Repletos de lágrimas, com um tom horrível em minha face. Talvez não seja mais preciso negar o óbvio. Eu estou aqui, junto com você. Eu desistir de fugir, eu juro. E eu te quero, como nunca quis nada e nem ninguém.

sábado, 17 de outubro de 2009

não tem como voltar

"Profile Posters"
"Você diz não saber o que houve de errado e o meu erro foi crer que estar ao seu lado bastaria"
Os meus olhos te vêem de um jeito diferente, mas o meu coração te sente de uma forma quase igual a que ele sentia, fazendo me confundir completamente.
Mesmo depois de a sua máscara ter caído, tem algum pedaço de você dentro de mim. Acho que esse eu esqueci de botar pra fora junto com você, ou talvez eu tenha feito de propósito, não sei.
E agora? O que eu faço com esse caco de você aqui dentro? É realmente o que parece, um pedaço de vidro alojado na pele que, enquanto não meche, ele simplesmente vai estar lá, sem fazer sentir dor. Ah mas se tentar tirar, vai sangrar, vai doer.
Eu não te ensinei, o amor existe, meu caro. E principalmente, o amor que eu sentia por você existia, existiu, da forma mais real do que a que você imagina, mais verdadeira do que essa sua vidinha.
E você me pergunta; porque eu me deixei te deixar. Mas nenhuma resposta que eu tentasse seria racional, então preferi ignorar, sorrir e fingir que estava tudo bem. Mas eu quero que você saiba que não estava! Era tudo uma farsa, fazia parte da peça que eu tentei apresentar. Mas você não entendeu, bobagem tentar te explicar. Quando o amor não é correspondido, não há razões para insistir nele.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

se quiser, volte/ selo

E se você optar por não ser, terei a minha fé alojada de onde você mesmo se despejou. Portanto quando sentir saudade, eu peço que não hesite, pois, passe o tempo que passar, o meu coração será o seu melhor lugar. A sua imagem reflete em cada lugar que eu olho, o seu cheiro é como se estivesse grudado em meu corpo. Nada do que eu faço é capaz de te tirar de dentro de mim, nem as horas, nem os dias, e nem por nenhum minuto. É como se você estivesse agarrado dentro de mim –mesmo que você não esteja- És constante em meu pensamento, em meu dia-a-dia, é que eu não poderei tirar você da minha mente, enquanto habitar dentro de meu coração.

Selinhoo *-*

"Porque o mundo quer saber mais sobre você"

Ganhei da Mary, e adorei muito muito!! *-*

As regras; 6 características minha, e 6 blogs que merecem :)

- Características:

Persistente, desastrada, chorona, briguenta, atenciosa, chata.

- Blogs:

Não sou ingênua; Babih Xavier; Wanessa; Quels; Ellen Damaris; Roberta Blá.

Obrigada Mary ;)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

meu porto seguro

"De muitas maneiras verdadeiras,
eu amava ele. Ele era meu conforto, meu porto seguro"

Você é a maior força dentro de mim quando estou em guerra comigo mesma, e contigo –mesmo- Não importa quão grande seja a minha dor, o nosso amor me reconstitui, formando um belo de um jardim dentro de mim. Ainda que seja longo o tempo, a sua presença me deixará sempre assim, uma boba apaixonada.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

surreal

"De Ulisses ela aprendera a ter coragem de ter fé — muita coragem, fé em quê? Na própria fé, que a fé pode ser um grande susto, pode significar cair no abismo, Lóri tinha medo de cair no abismo e segurava-se numa das mãos de Ulisses enquanto a outra mão de Ulisses empurrava-a para o abismo — em breve ela teria que soltar a mão menos forte do que a que a empurrava, e cair, a vida não é de se brincar porque em pleno dia se morre." - Clarice Lispector -

Eu quero sentir o sol bater no meu rosto, e ter que mudar de lado para que isso não aconteça, quero que, quando chova, eu não saia por ai tentando lavar a minha alma,pois se não é nem com terapias, não vai ser uma chuva que vai me lavar por inteira. Eu quero ter uma casa normal, amigos normais, uma felicidade sem exageros, apenas rir, e a minha tristeza, eu quero que ela seja um sentimento normal, comum, nada igual ao que tem sido a ponto de eu querer pular de uma ponte. Eu quero escrever coisas reais, da qual eu teria coragem de mostra-las ao ‘destinatário’. Eu quero voltar a acreditar no que é real, porque eu não moro junto com a chapeuzinho vermelho, muito menos com a cinderela, e mais, eu quero enfiar na minha cabeça que eu nunca vou morar com elas, porque de fato, elas não existem.Hoje eu estive buscando explicações racionais aos meus sonhos de viver em um conto de fadas, eu pensei comigo mesma o porquê que eu ainda insisto em pensar isso. Enquanto eu penso que eu sou a sua princesa, você age –de baixo dos panos- de acordo com as suas necessidades (ou melhor, único e exclusivamente com as suas necessidades), e você se esqueceu de mim, esqueceu da tamanha importância que eu deveria ter dentro de você.Eu te tenho (não sei até quando), mas é como se eu já não tivesse mais. Você está em mim, mas eu não estou em você. Eu não circulo mais no seu mundo assim como antes.Mas ainda assim, a minha história, o meu conto de fadas está intacto dentro de mim, até o dia em que eu perceber que tens agido comigo da maneira mais real que eu já vivi. E eu sei que já passou da hora de saber que você não vai acreditar em contos de fada, ainda mais dos quais eu criar. Eu quero acordar para a realidade, mas eu não sei se estou pronta para encara-la.

sábado, 3 de outubro de 2009

volte a ser o meu preenchimento;

"Não sei mas parece que você esquece do que deve ser, não sei mas se talvez viesse pra ser do bem e fizesse questão de ser além..."

A minha afinidade com o mundo já não é mais a mesma. Eu já não canto mais, e não pulo mais e nem consigo mais brincar, porque o que mora aqui na minha face, se chama tristeza, e todo mundo percebe, menos você, e menos eu, para mim é apenas um incômodo, e para você talvez, uma vitória, digo por você poder sair imune. E olhe em você, a única coisa que lhe tem é esse reviravolta, essa inconstância de algo dentro de você- mesmo você sendo preenchido de ‘eu te amo’ 24horas por dia. E por isso, ás vezes o meu mundo para, como se nada do que está em minha volta fizesse algum sentido, tudo se torna tão besta, tão inexistente, que eu chego a sentir pena das coisas. O que é isso em mim? –preciso te responder; É não só a sobra de mim, é também a falta de você. E essa falta já não mora mais em você, mora somente em mim, -muito bem hospedada, infelizmente. Porque é que você não vê mais diferença? Estar e não estar se tornou sinônimos para você. Talvez seja apenas uma questão de tempo (como todas as vezes é), mas talvez seja um questão de eu ter que dizer adeus (embora isso quase arrancasse tudo de dentro de mim). Leviandade, que de alguma forma sejas preenchida, com qualquer coisa, com qualquer pessoa, podem me dizer apenas uma frase, uma palavra, qualquer coisa que me faça me preencher de alguma coisa, desde que não seja isso que eu chamo de meu amor.

"Se a princípio, a idéia não é absurda, então não há esperança para ela" Albert Eimstein